Relacionamento sorodiscordante

Casal sorodiscordante - Opposites Attract

Relacionamento com parceiros HIV negativos

Casal sorodiscordante
Muitas vezes pessoas vivendo com HIV tem parceiros que não tem HIV (Estes algumas vezes são chamados por profissionais de saúde como sorodiscordantes ou sorodiferentes). Pode parecer que relacionamentos entre pessoas com status HIV diferentes somente são considerados em termos de sexo e risco de transmissão do vírus.

Sexo faz parte

 

Sexo é importante para muitos relacionamentos íntimos mas poucos pensamentos são baseados em sexo somente em longos períodos. A parte sexual dos relacionamentos pode mudar significantemente ao longo do tempo e sua importância pode variar de indivíduo para indivíduo no relacionamento. Mas de uma maneira ou de outra ter HIV provavelmente vai afetar a maneira como você e seu parceiro se sentem quanto ao sexo, em ter implicações quanto ao tipo de sexo praticado. Isto é especialmente o caso do HIV porque ele pode ser transmitido através de contato sexual. Faz sentido você e seu parceiro conversarem sobre isso. Você pode querer discutir como isso pode afetar a sua intimidade, desejo e performance sexual. E a importante conversar sobre maneiras de prevenir seu parceiro de controle

Camisinha

Camisinha
Outra boa maneira para previnir a infecção por HIV é por meio de camisinhas. Usadas de maneira correta e com consistência, elas também previnem a transmissão de outras doenças sexualmente transmissíveis, e ainda previnem uma gravidez indesejada em casais heterossexuais.

Usar camisinhas da maneira correta é uma solução para alguns casais, mas outros acham difícil usá-las em todas as relações, ou até mesmo de usá-las de maneira geral.

Você pode resolver alguns destes problemas conversando com seu parceiro sobre o fato. Também pode ser útil falar com alguém da sua clínica , como um agente de saúde de sua confiança.

Pode ser que você tenha problemas que são fáceis de resolver.

Algumas pessoas, por exemplo, percebem que camisinhas de tamanho padrão estouram por serem muito pequenas, ou que saem do pênis por serem muito grandes. Tentar diferentes tamanhos pode resolver facilmente estes impasses.

Usar camisinhas femininas ou diferentes tipos de lubrificantes pode variar, e melhorar a experiência sexual.

Camisinhas femininas também dão à mulher mais controle quanto ao uso da mesma.

Temos PEP!

PEP - Profilaxia Pós Exposição
Se você estiver preocupado com uma possível exposição ao HIV (talvez a camisinha estourou ou saiu durante o sexo), a profilaxia pós-exposição está disponível no Brasil para isso. Vá a um CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento) próximo, ou posto de saúde, ou até hospital e peça a PEP que é direito seu. São 28 dias de tratamento que podem trazer efeitos colaterais, mas uma grande chance de evitar a infecção se feita antes de 72h.

Porém, dificuldades com o uso da camisinha podem estar mais ligados a sentimentos quanto o HIV em si, confiança e intimidade, e conversar com seu parceiro ou um psicólogo ou profissional da área pode muitas vezes ajudar.

Se você não estiver praticando sexo seguro, é importante que ambos entendam e aceitem os possíveis riscos e tenham considerado o impacto tanto em você e em seu parceiro caso o mesmo contraia HIV.

Procure ajuda

Centro de Testagem e Aconselhamento
Muitas pessoas acham difícil falar sobre sexo, mesmo com pessoas muito próximas.

Se este for o caso, tente discutir seus anseios com alguém do seu posto de saúde ou CTA, ou um grupo de apoio. Isto pode ajudar você a sanar dúvidas e dizer o que você gostaria.

Fonte: aidsmap.com
Adaptado para a realidade brasileira.