Tratamento

DISCLAIMER: Relembro-os: não sou um infectologista, tampouco um médico qualquer. Nem mesmo sou da área da saúde. Sou simplesmente um soropositivo que pesquisou tudo o que pode para se tranquilizar, funcionou para mim.

Em seus momentos de lazer dê uma olhadinha no Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Manejo da Infecção pelo HIV em Adultos do Brasil-sil-sil!

Leia e acalme-se. Você tem uma doença crônica ALTAMENTE controlável.

Mas aqui você vai encontrar informações o mais precisas possíveis sobre os tratamentos disponíveis aqui no Brasil e também no exterior para motivos de comparação. Minha intenção não é em momento algum ir contra os médicos ou o sistema de saúde em si mas sim acalmar os recém diagnosticados e também os que estão iniciando o tratamento.

Cada pessoa é diferente e por motivos diversos talvez seu médico prescreva medicamentos diferentes, pode ser por anomalias nos seus exames de sangue, função renal e hepática, enfraquecimento ósseo, estilo de vida. Muitas variáveis.

 

Os remédios vão modificar minha aparência?

Muito provavelmente não. É esperado que eles somente melhorem sua aparência, tirando a luta contra o vírus do seu corpo.
Remédios mais antigos como ddl e d4t causavam bastante modificações, mas até mesmo no Brasil, um país relativamente atrás dos líderes como Inglaterra, estas drogas são evitadas ao máximo.

Percebi que muitas pessoas no Brasil ainda têm o tratamento composto por Biovir que é a combinação de Lamivudina e Zidovudina (AZT) + Efavirenz. O AZT foi o primeiro medicamento que surgiu para o combate à replicação do HIV, é um inibidor de transcriptase reversa análogo de nucleotídeo. É relativamente tóxico, pode trazer a temida lipodistrofia pois tem potencial para causar toxicidade mitocondrial.
Caso você tome este medicamento, peça gentilmente para seu infectologista alguma droga mais nova, como o Tenofovir. Que é o medicamento prescrito no mundo inteiro  e que não causa lipodistrofia, assim como a maior parte dos medicamentos mais atuais.

Vale a pena mencionar ainda que as pessoas com maiores chances de apresentar lipodistrofia, além de terem tomado medicamentos tóxicos, é ter um tempo avançado de infecção, vários anos com o vírus à solta (por isso: FAÇA O TESTE.), ter mais de 40 anos, ter chegado a níveis muito baixos de CD4 (principalmente menos de 200).

 

 Tratamento inicial

Caso você tenha sido infectado recentemente, é muito provável que seu infectologista tente prescrever o medicamento com a posologia mais cômoda no Brasil, a combinação em uma pílula só de Lamivudina + Tenofovir + Efavirenz.
Eu tive efeitos colaterais horríveis nas primeiras três semanas, fiquei chapado e tonto com confusão mental nos primeiros dias, depois só tonturas de manhã, na terceira semana tive rash cutâneo que são as manchas avermelhadas pelo corpo, sumiram depois de 5 dias CONTINUANDO com o medicamento. Hoje tenho poucos efeitos, alguns gastrointestinais e talvez uma leve leseira de manhã. Mas creio que tudo vá passar, nem terminei o segundo mês de tratamento ainda.

E se essa medicação não der certo? Ai meu Deus!!!!!!

Não se preocupe. O próximo medicamento na fila seria o Lopinavir + Ritonavir, mas tenho percebido que os médicos estão sendo bem mais humanos e prescrevem Atazanavir (inibidor de protease) + Ritonavir (booster)  com os dois nukes normalmente prescritos: Lamivudina + Tenofovir. O Atazanavir é um inibidor de protease extremamente eficaz e bem tolerado, causa bem menos efeitos gastrointestinais do que o Lopinavir, temido Kaletra.
E é amigável com o metabolismo de quem o utiliza, causando menos dislipidemias como o colesterol.

Esta combinação não está disponível em pílula única. Mas nem por isso é pior!

 

Por quanto tempo tenho que tomar a medicação?

Até que alguma cura seja encontrada e esteja disponível, ou pelo menos uma remissão de longa data.

Evito muito falar “para o resto da vida”. Sejamos mais otimistas!
E se for também, só tende a ficar melhor, menos tóxica, menos efeitos colaterais e mais fácil de tomar.

Mas por enquanto é importante tomar a medicação como prescrita pelo seu médico, todos os dias. MESMO QUE SUA CARGA VIRAL ESTEJA INDETECTÁVEL.
Indetectável não é curado e a cura não existe ainda. Por favor, tome sua medicação religiosamente. Se tiver efeitos colaterais demais, fale com seu médico e ele vai sim mudar ou te ajudar de qualquer forma. Não é porque você tem HIV que deve ser punido ou sofrer.

 

Posso parar de tomar os medicamentos?

Vou ser repetitivo pois julgo necessário: NÃO.

Não pode parar de tomar a medicação pois caso isto aconteça você dá a chance que o vírus quer para continuar sua reprodução desenfreada nas suas células de defesa, e ainda pior, vai estar exposto a níveis insuficientes da sua medicação, sendo assim, vai conseguir se reproduzir e ainda selecionar cepas resistentes à sua medicação.

Aí você tem que trocar de medicação, o que não é algo que queremos. Pode ser que você vá para alguma medicação pior e com mais efeitos colaterais. Mantenha-se no tratamento!

Pior do que parar sua medicação de uma vez é tomá-la de forma infrequente, só quando lembra ou quando quer, dia sim dia não, dois dias sim e uma semana não, etc.
Se é para fazer isto então a “dica estranha” é parar completamente e relatar os problemas que está tendo com seu infectologista, assim você dá só uma chance para seleção de vírus resistentes, não várias.

 

Posso adiar o início da terapia antirretroviral?

Claro, a vida é sua. Mas esta não é a recomendação atual.

Os medicamentos estão tão mais modernos que fazem bem menos mal do que deixar o vírus à solta no seu organismo. Estão bem menos tóxicos, mais toleráveis e com melhor posologia.
Vale a pena começar!

Só dou uma dica: se você tiver coisas importantes para resolver, resolva antes de iniciar a terapia com Efavirenz. Como disse no início do texto, eu fiquei chapado! Extremamente tonto e confuso. Ou pelo menos tome em uma sexta-feira, não no meio da semana como eu fiz!

Lopinavir é conhecido por causar diarreias. Atazanavir é conhecido por algumas vezes causar icterícia que é o amarelamento passageiro da parte branca dos olhos.
Pesquise sobre sua medicação e tenha menos surpresinhas.

E vale lembrar que Possíveis Efeitos Adversos NÃO significa EFEITOS ADVERSOS QUE COM CERTEZA VÃO ACONTECER COM VOCÊ.
Mas lembre-se, se começou a tomar, continue! Só pare por perigos óbvios ou por ordem do seu médico. Mas jamais por comodidade… “Ah, não gostei… vou dar uma paradinha”.

 

Facilite!

Aqui vão as dicas de mamãe.

Alimente-se bem. É essencial ter um estilo de vida mais saudável a partir de agora. Por quê? O maior motivo, na minha opinião, é porque você tem a chance de viver bem. Então viva!

Coma mais alimentos integrais, verduras e frutas, menos coisas industrializadas.
Mais do que sua saúde física, percebi que estes cuidados ajudam na nossa saúde mental
Ajudam na parte de se perdoar por ter contraído HIV.

Faça exercícios físicos, um pouquinho de musculação e um pouco de outro esporte que você goste, seja futebol, voleibol, hockey, slackline ou corrida. Respire.